sábado, abril 07, 2007

MEDO



Pah.. fui à aldeia.. E como os anos passam, e a idade por vezes não perdoa, o meeting point é o cemitério. E como sempre, a família reencontra amigos que eu nunca vi na minha vida, mas sabem tudo de mim.
-Olá Dona Agostinha, como está?
-Está tudo bem.
-Ai.. não me diga.. é o Francisco?, diz a senhora olhando para mim.
-É pois..
-Ai tá tão grande.. Quem o viu e quem o vê.. Eles crescem tanto minha nossa senhora.. Eu lembro-me dele com o cabelinho claro com caracóis.. ai meu deus.. tem quê?
-20..
-.. Ai meu deus como eles cresce.. (Sim, cresce). E está a estudar o quê?
E aí a minha tia toda orgulhosa apressa-se a responder:
-Está em Arquitectura na FAUP!
-Olhe, e a sua Cátia? (!)
-...

Afinal tenho uma irmã chamada Cátia..

Eu continuo caladinho, como se não estivesse lá, a acenar com a cabeça no modo automático e a rir-me por dentro.

2 comentários:

maguida disse...

Ah... a Dona Agostina que te visse no churrasco...

"quem o viu.. e quem o vê"

Corroboro! ... :)

aquela que sabe tuuuudo!!! disse...

se as tuas "amigas" soubessem...!!! ai é que elas viam como tu cresceste...!!!