domingo, junho 01, 2008

Rock in Winehouse

Photobucket
Tropeçou. Cantou mal. Esqueceu-se da letra. Chegou atradasa. Não dizia coisa com coisa. Chorou. Baixava-se para buscar a linha de coca, ou passava os dedos no peito e de seguida no nariz para manter de pé o corpo franzino. Entrou a fumar. Pediu desculpa e assumiu que devia ter cancelado o concerto. Dona de um talento inato, custou-me mais ver 89.999 pessoas a querer vê-la cair e perder-se, quando ela é tudo o que um verdadeiro artista deve ser: louco, talentoso, com os seus altos e baixos, espontâneo, h-u-m-a-n-o. Quem a conhece, já devia saber o que esperava: no entanto veio, e para mim, foi a grande recompensa.
Valeram bem os 50 euros, tive pena de chegar atrasado.
Quanto a Amy,.. terei sido o único?..

2 comentários:

andy disse...

és um poeta...

Bainessa disse...

NÃO! tou contigo frantchesco...